Marcações: Gaia: 223 754 351 * Feira: 256 802 348 *
Agendar Consulta
Marcação de Consulta
Medicina Dentária

8 informações essenciais sobre Cáries Dentárias que deve mesmo conhecer

Joana Monteiro Médica Dentista, Endodontia e Reabilitação Estética

Ao longo da vida algumas condições podem afetar a saúde da boca. Desenvolver Cáries Dentárias é uma dessas condições, que pode aparecer com alguma frequência e prejudicar a integridade e estética dos dentes.

Assim sendo, é essencial conhecer mais sobre este problema, em especial quando existir suspeita da sua existência. Saber o que é, o que o provoca, como se manifesta, como o tratar e como o prevenir ajudará a lidar com ele da melhor forma, caso se confirme.

Se desconfia que tem uma Cárie, este artigo será útil para si – reunimos as informações mais importantes sobre o tema.

1. O que são Cáries Dentárias?


Diz-se que existe uma Cárie Dentária quando ocorre um processo infeccioso em determinadas zonas de um ou mais dentes, pela acumulação de bactérias no local. Deste processo resultam manchas ou cavidades na estrutura dentária.

Estas alterações podem ser notadas na superfície oclusal (da mordida) ou na sua face. É ainda possível ter uma Cárie entre os dentes. Além disso, tendem a ser mais comuns em dentes imaturos, que acabaram de erupcionar, e nos pré-molares/molares.

Este problema pode manifestar-se em qualquer pessoa e em qualquer idade. Na verdade, a prevalência das Cáries Dentárias é elevada – estima-se que quase 90% da população as desenvolvem em alguma fase da vida.

 

Será que tem cáries?

Faça o teste e descubra em 3 minutos

2. O que provoca o aparecimento de Cáries Dentárias?


O aparecimento das Cáries está relacionado com fatores que potenciem o crescimento de bactérias na boca e a sua atividade.

Um dos exemplos é o consumo exagerado de alimentos ricos em açúcar e hidratos de carbono - podem provocar a desmineralização do esmalte dos dentes e originar as cavidades que caracterizam a condição.

Uma higienização oral desadequada, incapaz de remover todos os resíduos de alimentos, é também apontada como uma das causas do problema, pois favorece a acumulação bacteriana. É por isso que é mais comum nos dentes pré-molares/molares, visto que se encontram numa zona posterior da boca, mais difícil de aceder com a escova.

Algumas evidências mostram também que fatores genéticos podem aumentar o risco de Cáries Dentárias.

3. Como evoluem as Cáries Dentárias?


As Cáries começam por ser superficiais, afetando o esmalte dentário. Nesta fase podem já ser notadas algumas manchas, que traduzem a atividade bacteriana. Estas podem apresentar diversas tonalidades ao longo do tempo, desde o branco, o castanho, o cinzento e o preto.

À medida que o quadro evolui, surgem ainda as cavidades nos dentes. A partir daí, a Cárie pode progredir para zonas mais internas - dentina, raiz e polpa dentária. Nesta altura, é considerada mais avançada e profunda.

Esta evolução ocorre em períodos de tempo variáveis. Regra geral, trata-se de um processo lento no início, que acelera quando a Cárie atinge estados mais profundos.

 

 

4. Que sintomas provocam as Cáries Dentárias?


Uma Cárie inicial pode ser silenciosa, dispensando sintomas. Todavia, à medida que evolui, surgem alguns sinais. Estes são mais intensos quanto mais profundas forem as lesões. Uma Cárie na raiz dos dentes, na dentina ou na polpa, por exemplo, é mais sintomática.

Os sintomas mais comuns que sugerem Cáries Dentárias são:

  • Sensibilidade dentária ao quente/frio;
  • Dor local;
  • Mau hálito;
  • Sensibilidade ao toque;
  • Abscesso na gengiva.

5. Como se identificam as Cáries Dentárias e qual a importância?


Após a identificação de sintomas típicos deste problema, é fundamental procurar um dentista para confirmar ou negar a presença da condição. A avaliação é realizada através de observação direta ou com exames, como Raio-x.

Este diagnóstico é essencial porque, em casos positivos, é preciso avançar para um tratamento. Caso contrário, a Cárie pode agravar, intensificando os sintomas, ou até levar aos seguintes cenários:

  • Perda do dente, afetando a funcionalidade e estética da boca;
  • Inflamação da raiz e dos nervos do dente, com repercussões na saúde geral.


Esta necessidade de consulta é ainda maior perante sintomas intensos, como dor ou sensibilidade que só passa com frio, dado o risco de lesão gengival ou inflamação irreversível da polpa dentária.

6. Que tratamentos se usam nos casos de Cáries Dentárias?


Os tratamentos para estes quadros dependem da sua evolução.

Numa fase inicial, pode ser suficiente realizar uma mineralização do esmalte do dente, com substâncias com flúor.

Quando o problema evolui e forma cavidades dentárias, recorre-se à Dentisteria, através de Reconstrução Dentária. Nesse caso, remove-se a zona do dente afetada e utilizam-se materiais específicos, como a resina composta, para o reconstruir. Se houver grandes perdas estruturais, é possível substituí-lo com uma coroa dentária cerâmica.

 

Nas fases mais avançadas, quando a Cárie é profunda e afeta os tecidos internos do dente, a solução passa por um tratamento endodôntico, como uma desvitalização.  O objetivo é remover o tecido afetado, desinfetar a zona, bloquear os canais radiculares do dente e colocar uma coroa cerâmica para o substituir e restabelecer por completo a função do dente.

7. Como prevenir o aparecimento de Cáries Dentárias?


É essencial realizar consultas regulares ao dentista e fazer limpezas dentárias para prevenir as Cáries, pois ajudam a reduzir a acumulação de bactérias na boca.

Existem ainda outras medidas importantes a seguir, como:

  • Escovar os dentes, pelo menos, duas vezes por dia;
  • Realizar uma escovagem adequada, complementada com o uso de fio dentário;
  • Utilizar uma pasta dentária com flúor;
  • Evitar alimentos ricos em hidratos de carbono e açúcar, em especial fora das refeições.
     

8. Onde procurar ajuda caso suspeite de Cáries Dentárias?


Como vimos, perante sintomas de Cáries é importante marcar uma consulta de Medicina Dentária. Lembre-se que só um profissional poderá fazer um diagnóstico.

Na Medway dispomos de todos os meios para avaliar cada caso suspeito. Se se confirmar a presença do problema, definimos o melhor tratamento para tratar as Cáries Dentárias e executamo-lo segundo os métodos mais inovadores e vantajosos do mercado. Partilhamos também os melhores conselhos para que evite a acumulação de bactérias na boca.

Confie nos nossos especialistas e mantenha a sua saúde oral impecável.

Artigos recentes

Cuidados especiais com a saúde oral nos meses frios: como cuidar dos dentes no inverno?

Neste artigo, fique a saber como manter a saúde oral no inverno e os cuidados a ter com os dentes nos meses frios.

Saber mais
A idade certa para colocar botox: saiba quando pode ou deve realizar o tratamento

Em que idade se deve aplicar botox? Será que existe uma altura ideal? Conheça aqui todas as respostas agora e saiba quando realizar o tratamento.

Saber mais
Como funciona o implante de carga imediata? Tudo o que deve saber sobre o tratamento

Entenda como ter dentes novos num dia com um implante de carga imediata! Leia este artigo, conheça as vantagens e quem pode realizar o tratamento.

Saber mais