8 Perguntas Frequentes sobre o Aparelho Autoligado

Se há tratamentos de correção ortodôntica eficientes, o Aparelho Autoligado é um deles. Ainda assim, graças à variedade de soluções existentes, é normal que surjam algumas questões e dificuldades em fazer opções.

Caso pondere escolher este tratamento, esclarecer todas as dúvidas sobre o Aparelho Autoligado deve estar na sua lista de prioridades. Isto vai permitir tomar boas decisões e viver o processo de tratamento com maior confiança.

Por isso, hoje reunimos algumas perguntas frequentes sobre esta opção para ajudar na sua escolha.

 

1. Como é que o Aparelho Autoligado corrige a posição dos dentes e das arcadas dentárias?

O objetivo desta solução, cujo modelo mais frequente é o Sistema Damon, é alinhar os dentes, melhorando a estética e funcionalidade das estruturas orais. Mas como é que o faz?

Um Aparelho Autoligado exerce as forças necessárias à movimentação dentária através dos seus brackets fixados nos dentes e do arco metálico, que encaixa em estruturas específicas dos próprios brackets. Estes elementos aplicam forças precisas e são suficientes para promover o deslocamento constante dos dentes até à posição desejada.

 

Graças a este sistema simples, que dispensa o uso dos elásticos e bandas metálicas próprias dos Aparelhos convencionais, as forças transmitidas, além de eficientes, são também mais suaves, reduzindo a tensão sentida na cavidade oral.

 

2. Para colocar um Aparelho Autoligado é preciso extrair dentes?

A necessidade de extração de algumas peças dentárias pode ser uma realidade em certos casos. Todavia, com o Aparelho Autoligado esta prática é menos usual, por vezes até inexistente. Porquê?

Porque, graças ao seu modo de funcionamento e aplicação de forças, já permite, por si só, um alargamento natural das arcadas dentárias. Nesse caso, existe espaço suficiente para que os dentes se movam, deixando de existir indicação para extração.

Apesar disso, a necessidade deste procedimento preparatório deve ser analisada de forma individual pelo ortodontista.

 

3. É verdade que o tempo de tratamento com Aparelho Autoligado pode ser mais curto?

duração do tratamento é uma das perguntas frequentes sobre o Aparelho Autoligado, com algumas evidências a indicar que, nos primeiros 4 meses, o alinhamento pode ser mais rápido, em especial nos dentes superiores, quando comparado com outras soluções de correção dentária. Isto resulta numa diminuição do tempo total de tratamento.

Mas por que é que esta redução, por vezes, acontece?

Primeiro, porque as forças aplicadas são precisas e constantes, estimulando o deslocamento dentário na dose certa. Depois, porque existe pouca tensão, os dentes conseguem movimentar-se de forma mais eficiente.

Por fim, os brackets autoligados permitem o deslizamento do arco metálico, que acompanha a evolução do caso clínico e se molda às posições que os dentes vão adotando ao longo do processo, favorecendo a deslocação.

No entanto, o tempo de tratamento depende sempre em primeira instância de fatores como a resposta do próprio organismo e da resistência que oferece, da severidade do caso a tratar e da colaboração do paciente durante o processo, mais do que do tipo de Aparelho utilizado.

 

Pedir Orçamento Gratuito

 

4. A correção dentária com brackets autoligados é dolorosa?

A ausência de elásticos e bandas metálicas faz reduzir a tensão sobre as estruturas da boca, como dentes, gengivas e ossos. Logo, a solução autoligada tende a ser menos dolorosa que outras opções, entre as quais as mais convencionais.

 

Além do mais, como o arco metálico vai acompanhando o deslocamento dos dentes, a necessidade de ajustes, que por vezes podem ser desconfortáveis, é menor.

Porém, ainda que conte com menos elementos, um certo grau de desconforto é sempre normal. Afinal, os seus dentes estão a movimentar-se até à posição ideal.

 

5. Quão notório é o Aparelho Autoligado?

Embora continue a ser um Aparelho fixo - e, por isso, visível -, pela diminuição de elementos presentes nos dentes, como os elásticos, costuma ser mais discreto. Se quiser, é possível ainda escolher brackets em materiais transparentes, permitindo que se disfarcem de forma mais eficiente com a dentição.

 

6. Para que casos é indicado?

Se a indicação é uma das dúvidas sobre o Aparelho Autoligado, saiba que pode ser usado nas mesmas condições que os restantes tipos de Aparelhos Dentários: sem especiais restrições de idade e para a maioria dos casos clínicos, mesmo os mais complexos. Isto inclui problemas de oclusão, sobreposição ou espaçamento de dentes ou dentição desalinhada.

Pode ainda ser uma solução ideal para quem deseja aliar a discrição ao conforto e eficiência.

 

Pedir Orçamento Gratuito

 

7. Como é a higienização oral com este Aparelho?

Graças à redução do número de estruturas presentes na boca e nos dentes, o processo de escovagem e passagem de fio dentário é facilitado. Ainda assim, tratando-se de um Aparelho fixo, terá de ter especial zelo na rotina de higienização, limpando por entre os elementos da estrutura.

Quanto à regularidade destes cuidados, deve ser mantida ou até melhorada, de forma a eliminar resíduos alimentares ou a reduzir a acumulação de placa bacteriana.

 

8. Como saber se este Tratamento será eficaz no seu caso?

Apesar de poder ser utilizado na grande maioria das situações, como é natural, existem casos em que o Aparelho Autoligado será mais eficiente que outros.

Para isso, é indispensável realizar uma avaliação rigorosa das suas estruturas orais e da condição a tratar por meio de exames profissionais. É desta forma que terá a certeza que este Aparelho consegue resolver o seu problema.

Para esta avaliação e para posterior colocação do Aparelho, deve procurar parceiros com conhecimentos aprofundados na área da ortodontia. A MEDWAY pode ser a sua aliada neste processo, tendo uma equipa experiente para acompanhar o seu caso e para esclarecer mais dúvidas sobre o Aparelho Autoligado.

Dr.ª Daniela Paiva Ver mais informações
Diretora Clínica, Médica Dentista, Ortodontia e Odontopediatria
AnteriorQuanto custa o Aparelho Invisalign? 5 fatores que influenciam o preço
SeguinteO poder do Ácido Hialurónico para um Rejuvenescimento Facial