9 Dúvidas comuns sobre Aparelhos Ortodônticos

Fazer alterações no sorriso é uma vontade frequente, já que este é um dos traços capaz de influenciar toda a estética do rosto. A resposta para esta necessidade passa, muitas vezes, pela colocação de Aparelhos de Correção Dentária.

Mas tomar a decisão ou avançar para este tratamento pode ser mais difícil do que parece, pois existem muitas variantes e informações sobre as quais deve ponderar.

É por isso que hoje reunimos algumas dúvidas sobre Aparelhos Ortodônticos e respondemos a todas.

 

1. Para que servem os Aparelhos Dentários, para além de endireitar os dentes?

É verdade que uma das funções principais dos tratamentos ortodônticos é alinhar a dentição. Isto é benéfico em termos estéticos e de saúde bucal, já que dentes alinhados facilitam a higienização.

Contudo, as suas capacidades vão além disso, permitindo emendar problemas que alteram a funcionalidade da boca. Vejamos exemplos do que os Aparelhos Ortodônticos possibilitam:

 

  • Alinhar os maxilares, resolvendo problemas de oclusão;
  • Expandir as arcadas dentárias, quando existe falta de espaço;
  • Recuperar a eficiência mastigatória;
  • Diminuir o desgaste dos dentes, provocada pela má distribuição de forças aquando da mastigação.

 

2. Todos os Aparelhos funcionam da mesma forma?

Hoje existem diversos tipos de Aparelhos Dentários que se distinguem, sobretudo, sobre o seu caráter fixo ou removível. Todos têm como objetivo aplicar forças nos dentes para os levar a assumir as posições desejadas, mas fazem-no de forma diferente, adaptado a cada caso e ao problema a corrigir.

Por exemplo, os Aparelhos fixos contam com estruturas metálicas, como arcos, bandas e brackets, e com elásticos para exercer, de forma mais distribuída e constante, a pressão necessária.

Existe uma variação deste tipo de Aparelho, o chamado Aparelho Autoligado, que promove uma movimentação dentária mais rápida e confortável.

No que respeita aos Aparelhos removíveis, como o Invisalign – que usa alinhadores transparentes que se tiram e recolocam e que vão sendo trocados ao longo do tratamento -, as forças são aplicadas de forma mais suave em cada local onde é necessária.

A escolha deve ser individualizada, baseada numa avaliação personalizada.

 

3. Qualquer pessoa pode colocar Aparelho Ortodôntico?

Desde que se verifiquem problemas ortodônticos passíveis de resolver com este método, pode ser utilizado.

Quanto à idade, saiba que, de modo geral, nunca é tarde para recuperar a estética e funcionalidade da boca com Aparelhos Dentários. Contudo, na infância, desde que os dentes definitivos já tenham começado a emergir, o processo é facilitado, por motivos de imaturidade óssea.

Por outro lado, a restrição mais evidente diz respeito à presença de doença periodontal ativa, que inviabiliza a movimentação dos dentes.

 

4. Usar Aparelho é doloroso?

Os tratamentos com Aparelhos Ortodônticos têm evoluído com o tempo, no sentido de proporcionar procedimentos mais cómodos aquando da colocação e durante todo o processo.

Dado que são aplicadas forças para movimentar os dentes, é, no entanto, normal sentir um certo desconforto e pressão, em especial após as consultas de manutenção, onde os Aparelhos são ajustados.

Além do mais, nos fixos pode ocorrer deslocação dos arames metálicos, que podem lesar as mucosas orais. Por outro lado, como os removíveis dispensam estas estruturas, tendem a ser mais cómodos.

 

5. Como é o processo de adaptação?


Apesar de os Aparelhos serem cada vez mais confortáveis, continuam a ser estruturas estranhas na boca, sendo necessário passar por um período de adaptação, em especial da língua e dos lábios. É normal também que a dicção se altere um pouco.

Além disso, poderá notar uma maior sensibilidade dentária ao toque e mastigação.

Esta adaptação tende a concluir-se em poucos dias ou semanas.

 

6. Que cuidados e restrições exigem?


Embora todos exijam a manutenção de uma higiene oral eficiente, a forma de o fazer é diferente: nos Aparelhos fixos, além da escova e fio dentário, terá de usar uma espécie de escovilhão para lavar entre as estruturas metálicas.

No caso dos removíveis, já que pode tirar, conseguirá higienizar a boca mais facilmente, lavando, também, os alinhadores.

Quanto às restrições, os primeiros exigem que evite alimentos demasiado duros, sob risco de danificar o Aparelho. Com os segundos pode comer o que pretender, já que são retirados durante a alimentação.

 

7. Quanto tempo dura o tratamento?


As estimativas apontam para 24 a 30 meses, mas a duração do tratamento ortodôntico depende de diversos fatores, entre os quais a complexidade do problema a tratar – quanto mais severo, mais longo é o processo.

Também os fatores biológicos do paciente influenciam nesta duração, assim como o seu grau de colaboração quanto ao cumprimento das consultas de rotina.

Além disso, de modo geral, os tratamentos nos adultos costumam durar mais tempo, já que as estruturas bucais se encontram desenvolvidas, dificultando a sua movimentação.

 

8. Após usar Aparelho Dentário, os dentes podem voltar a entortar?

É possível, dependendo do caso e da gravidade do problema que lhe deu origem.

É por essa razão que, após o fim do tratamento, na maioria dos casos recomenda-se o uso de contenção pelo tempo indicado pelo Ortodontista. Este dispositivo irá ajudar a que a dentição se mantenha na nova posição, prolongando os resultados.

 

9. Qual o risco de dispensar o Aparelho?

Recusar o Aparelho quando precisa dele pode acarretar riscos, como por exemplo:

 

  • Agravamento do quadro clínico, alargando a duração de eventual tratamento futuro;
  • Deterioração da saúde da boca;
  • Prolongamento dos efeitos indesejáveis a nível estético e funcional, contribuindo para o aparecimento de dores ou desconfortos musculares e temporomandibulares.

É por isso que é tão importante confiar no aconselhamento médico, realizando avaliações regulares e seguindo as suas orientações.

Embora já conheça algumas respostas a perguntas frequentes sobre Aparelhos Dentários, procure esclarecer mais e informar-se o máximo possível junto de profissionais especializados em Ortodontia, que encontra na MEDWAY – além de disponibilidade para partilhar conhecimento, dispõem de todas as condições para lhe proporcionar um tratamento de excelência.

Dr.ª Daniela Paiva
Diretora Clínica, Médica Dentista, Ortodontia e Odontopediatria
AnteriorComo provocar o Rejuvenescimento do Rosto com resultados imediatos
SeguinteQuais as diferenças entre Aparelho Convencional e Aparelho Autoligado?