Marcações: Gaia: 223 754 351 * Feira: 256 802 348 *
Agendar Consulta
Marcação de Consulta
Medicina Dentária

Bruxismo: saiba o que é, quais as causas do problema e que tratamentos existem para o resolver

João Faria Médico Dentista, Periodontologia, Cirurgia e Implantologia

O Bruxismo é uma das condições que mais afeta o funcionamento da boca. Além do desconforto que pode provocar, também pode trazer consequências, caso se prolongue no tempo. Por isso, saber mais sobre Bruxismo é fundamental.

Ao ter mais informações sobre esta condição, consegue identificar possíveis sinais e saber quando é preciso pedir ajuda. Se já houver um diagnóstico, conhecer mais dados também pode fazer com que entenda e lide melhor com o problema.

Então, se desconfia que sofre de Bruxismo ou já tem a confirmação, este artigo é para si – vamos explicar ao certo o que é, o que origina o problema e quais as possíveis soluções.

O que é o Bruxismo?

O Bruxismo é considerado um transtorno que provoca o apertar ou ranger dos dentes de forma repetida, num movimento parecido ao que ocorre no processo mastigatório. Isto acontece graças à aplicação de força excessiva nos músculos responsáveis por esse mesmo movimento.

 

Grande parte dos episódios ocorrem durante a noite (Bruxismo noturno). Porquê? Porque, durante o sono, os movimentos realizados são incontroláveis. Nesse caso, trata-se de um quadro involuntário.

Contudo, esta disfunção também pode acontecer durante o dia (Bruxismo diurno), com o paciente acordado. Nestes quadros, diz-se que o problema é semi-voluntário ou voluntário, ainda que os movimentos sejam realizados sem perceção ou intenção. Noutras situações, é ainda possível desenvolver os dois tipos de Bruxismo.

Este problema pode ocorrer tanto em homens como em mulheres, durante a infância, adolescência ou fase adulta. A diferença é que, em crianças, o problema pode regredir e/ou desaparecer, regra geral na mudança para a dentição definitiva, o que dispensa a presença de patologia.

Que tipos de Bruxismo existem?


Além da diferença entre noturno e diurno, é possível distinguir os casos de Bruxismo de outra forma:

  • Cêntrico – quando apenas se verifica o aperto dos dentes. Pode ocorrer de noite ou de dia e, regra geral, é um caso mais leve, conhecido também como Bruxismo de aperto;
  • Excêntrico – quando existe o ranger de dentes. Trata-se de um quadro mais evoluído, que acontece mais durante o dia.
     

Quais os sintomas provocados pelo Bruxismo?


Como já vimos, apertar ou ranger os dentes são os sintomas típicos destes quadros. No entanto, existem outros sinais que podem sugerir a presença deste transtorno. Os mais comuns são:

  • Tensão muscular no rosto;
  • Sensação de pressão nos maxilares, testa ou nuca;
  • Dor/desconforto/dificuldade em abrir e fechar a boca;
  • Estalidos no maxilar durante o abrir e fechar da boca;
  • Dores de cabeça ou pescoço;
  • Aumento da sensibilidade dos dentes;
  • Zumbido nos ouvidos ou sensação de ouvido tapado;
  • Tonturas;
  • Náuseas.

Em alguns casos, esta disfunção pode ainda provocar transtornos do sono, como despertares frequentes ou sono muito agitado.

A intensidade e gravidade destes sintomas varia consoante a evolução e severidade do problema – quanto mais avançado, mais acentuada e incomodativa tende a ser a sintomatologia.

Sofre de bruxismo?

Faça o teste e descubra em 3 minutos

O que causa o Bruxismo?

A origem deste transtorno pode ser difícil de identificar. Ainda assim, pensa-se que algumas das causas para desenvolver Bruxismo estão relacionadas com fatores genéticos ou com quadros de stress e ansiedade extremos/continuados.

Também outras situações podem ter influência e ajudar na formação destes quadros, como:

  • Distúrbios ou doenças neurológicas (por exemplo, Epilepsia ou Parkinson);
  • Perturbações do sono;
  • Certos medicamentos;
  • Hábitos pouco saudáveis (por exemplo, consumo de tabaco, drogas ou álcool ou dieta desequilibrada).
     

Os casos de Bruxismo podem ser tratados?


Dependendo da gravidade do problema e das suas causas, pode ser possível tratar ou controlar o Bruxismo.

Por exemplo: em certos casos, a disfunção pode ser reprimida com uma goteira oclusal. Trata-se de uma espécie de proteção removível que envolve os dentes. O seu papel é inibir as forças e os movimentos responsáveis pelo problema, fazendo com que o organismo deixe de os repetir. Deste modo, é possível desprogramar e reeducar a musculatura oral, resolvendo a disfunção.

 

Todavia, dado que o problema pode estar relacionado com fatores genéticos ou doenças, nem sempre é possível tratá-lo. Nesse caso, o objetivo do tratamento é controlar e suavizar os movimentos da musculatura oral, bem como os sintomas que provoca.

A goteira oclusal também pode ser útil neste controlo, pois impede que os dentes de ambos os maxilares se toquem.

Quando o problema está relacionado com estados de stress ou com maus hábitos, para o controlar podem ainda ser implementadas outras medidas, como:

  • Tomar medicação (prescrita pelo médico) ou fazer terapia para estados de ansiedade;
  • Praticar estratégias de relaxamento, como exercício físico ou meditação;
  • Evitar o consumo de álcool, tabaco ou drogas.


A definição do método de tratamento mais eficaz, bem como da possibilidade de cura, depende de um diagnóstico profissional, com avaliação da história clínica, observação da boca e realização de exames, se necessário.

Qual a importância do tratamento para o Bruxismo?


Ao eliminar ou atenuar a sintomatologia, o tratamento para este transtorno permite melhorar a qualidade de vida.

Além do mais, ajuda a evitar complicações que surgem do agravamento da condição, como:

  • Desgaste do esmalte dentário;
  • Fratura dos dentes;
  • Excesso de sensibilidade dentária;
  • Problemas na articulação do maxilar;
  • Dores de cabeça frequentes;
  • Desenvolvimento exagerado e/ou inflamação dos músculos mastigatórios;
  • Retração da gengiva.


Por fim, alguns métodos, como os de gestão de stress e ansiedade, também podem servir como medida de prevenção, reduzindo a probabilidade de desenvolver o problema.

Quer saber se sofre de Bruxismo e qual a melhor solução para o seu caso?


Já vimos que este tipo de desordem pode provocar sintomas incómodos. Para saber se existe probabilidade de sofrer de Bruxismo, pode fazer o nosso quiz. Através de uma lista da sintomatologia típica, consegue perceber se existem motivos para desconfiar da existência deste transtorno.

Ainda assim, é essencial procurar um médico especialista para uma avaliação. Na Medway contamos com os melhores meios de diagnóstico para avaliar os nossos pacientes. Também estamos disponíveis para esclarecer dúvidas sobre Bruxismo, bem como encontrar as soluções mais adequadas a cada caso.

Com este apoio, o funcionamento da sua boca poderá voltar ao normal.

Artigos recentes

Cuidados especiais com a saúde oral nos meses frios: como cuidar dos dentes no inverno?

Neste artigo, fique a saber como manter a saúde oral no inverno e os cuidados a ter com os dentes nos meses frios.

Saber mais
A idade certa para colocar botox: saiba quando pode ou deve realizar o tratamento

Em que idade se deve aplicar botox? Será que existe uma altura ideal? Conheça aqui todas as respostas agora e saiba quando realizar o tratamento.

Saber mais
Como funciona o implante de carga imediata? Tudo o que deve saber sobre o tratamento

Entenda como ter dentes novos num dia com um implante de carga imediata! Leia este artigo, conheça as vantagens e quem pode realizar o tratamento.

Saber mais