Marcações: Gaia: 223 754 351 * Feira: 256 802 348 *
Agendar Consulta
Marcação de Consulta

Facetas dentárias: será que podem ser usadas por quem sofre de bruxismo?

Sofre de bruxismo, mas gostava de fazer mudanças estéticas na sua dentição e no seu sorriso? Colocar facetas dentárias pode ser uma hipótese, mas é preciso perceber se são compatíveis com tal condição. Ao conhecer esta informação, conseguirá avaliar melhor as suas opções para atingir os seus objetivos.

Neste artigo vamos explorar o tema, para que entenda a relação entre este problema e as facetas.

Como funcionam as facetas dentárias?

As facetas dentárias são uma espécie de capa ou revestimento que cobre os dentes. São colocadas de forma direta sobre a superfície externa da dentição, adaptando-se a ela e revestindo-a por completo.

Ao cobrirem os dentes, as facetas têm como função disfarçar algumas características que possam gerar incómodo para os pacientes, como manchas, rachas ou fraturas. Também são eficazes a equilibrar o tamanho dos dentes ou a corrigir pequenos desalinhamentos.

Como têm uma espessura muito fina e conseguem imitar bem as características dos dentes, são ideais para quem pretende uma mudança estética muito natural. A sua colocação é pouco invasiva e os resultados são imediatos.

Existem vários tipos de facetas: as de resina composta e as de porcelana (ou cerâmica) são as mais comuns.

Como é que o bruxismo pode influenciar o tratamento com facetas dentárias?

O bruxismo é um mecanismo involuntário do corpo que provoca a hiperatividade dos músculos da mandíbula. O resultado é um movimento repetitivo de apertar e/ou ranger os dentes, que pode manifestar-se durante o dia ou durante a noite.

Com a repetição do movimento, este distúrbio pode gerar dores de cabeça ou noutras zonas do corpo ou até alterar o funcionamento da articulação da mandíbula. Outra das principais consequências que o bruxismo pode provocar é o desgaste dos dentes.

Num paciente com facetas, este desgaste pode estender-se a elas. Assim, com a recorrência da atividade muscular, o risco de descolamento ou de fratura é uma realidade, prejudicando a sua função ou obrigando a substituições.

Contudo, em alguns casos, este risco de danos nas facetas é mais reduzido. Também existem formas de os prevenir. Isto significa que as facetas podem ser utilizadas mesmo em pacientes com este distúrbio.

Para estes casos, vamos conhecer os fatores que podem influenciar o tratamento com facetas dentárias.

1. Severidade do bruxismo

Existem casos de bruxismo mais graves que outros. Em pacientes com um distúrbio mais acentuado, a colocação de facetas pode ser desaconselhada, pelo elevado risco de danos. Por outro lado, em pacientes com um distúrbio mais leve e/ou controlado, as facetas podem ser usadas de forma mais segura, pelo risco de danos mais reduzido.

2. Tipo de facetas dentárias a colocar

Todos os tipos de facetas apresentam um nível de resistência satisfatório. Porém, em comparação, as facetas dentárias de porcelana são mais resistentes que as de resina composta. Isto é, mantêm melhor as suas características, mesmo perante o impacto e o desgaste.

Deste modo, os pacientes com bruxismo podem colocar facetas, desde que escolham um material mais preparado para aguentar as forças, tensões e desgaste elevados a que estão sujeitas, como a porcelana.

Dentro das facetas de porcelana ou cerâmica, existem ainda diferentes tipos com diferentes graus de resistência ao stress provocado pelo bruxismo. As de dissilicato de lítio, por exemplo, estão ainda mais aptas a suportar estas situações.

3. Soluções personalizadas

A colocação de facetas em pacientes com bruxismo pode ser planeada consoante os locais onde as forças são menos intensas, para que o risco de fraturas seja mais reduzido. Os profissionais também podem aplicar técnicas de colagem e fixação mais eficazes e fortes, para que o revestimento se mantenha íntegro.

4. Terapêutica de preparação

Em muitas situações, o bruxismo pode ser controlado ou até mesmo tratado. Por exemplo, pode ser útil:

  • Fazer terapia, implementar técnicas de relaxamento ou tomar medicação (nos casos em que o problema resulta de quadros de stress e ansiedade);
  • Realizar um tratamento ortodôntico (quando a condição deriva de problemas de oclusão);
  • Usar um aparelho próprio para desinibir a movimentação dos músculos de forma gradual.

Os pacientes que se encontram a realizar ou já realizaram este tipo de procedimentos para atenuar a intensidade do bruxismo são os melhores candidatos para a colocação de facetas. Com o problema do bruxismo controlado, as forças aplicadas sobre os revestimentos serão menores, assim como o seu desgaste.

5. Proteção para as facetas

Os pacientes com bruxismo, em especial noturno, podem usar uma goteira oclusal para impedir o contacto entre os dentes. Encaixando sobre eles, este dispositivo evita a sua fricção e desgaste. Da mesma forma, com esta função, a goteira oclusal também pode reduzir a taxa de falha das facetas dentárias, impedindo a sua deterioração. Alguns estudos relatam que, sem a sua utilização, o risco de fratura é muito superior.

Para que este método funcione com eficácia, a goteira tem de ser feita à medida dos pacientes, garantindo um ajuste perfeito.

Que cuidados devem ter os pacientes com bruxismo que colocam facetas dentárias?

A colocação de facetas dentárias exige sempre cuidados de manutenção, para que a sua função e integridade sejam preservadas. Manter uma boa rotina de higiene oral, evitar alimentos que as possam manchar e deixar de fumar são alguns exemplos. É ainda fundamental que os pacientes evitem trincar alimentos ou objetos muito duros. Com o bruxismo, as facetas estão expostas a pressões elevadas, pelo que uma tensão extra pode ser ainda mais prejudicial.

Além destas, existem outras medidas especialmente importantes para pacientes com bruxismo. Por exemplo, é ainda mais essencial manter um acompanhamento regular no dentista. Desta forma, é possível ir monitorizando o estado das facetas e a evolução e severidade do bruxismo.

Escolha profissionais especialistas em facetas dentárias para avaliar o seu caso

Agora já sabe que os pacientes com bruxismo também podem colocar facetas, desde que com algumas condições e cuidados. Ainda assim, é imprescindível que cada paciente seja avaliado de forma individual, para perceber se este tratamento é indicado. Cada caso é um caso e é assim que tratamos os nossos pacientes nas clínicas Medway: de forma individualizada.

Os profissionais da Medway contam com todos os meios para proporcionar uma avaliação de excelência, analisando a sua condição em particular. Com a sua larga experiência, conseguem indicar se as facetas podem ser usadas no seu caso ou se o risco de insucesso é elevado e qual o tratamento mais adequado a si.

Marque uma consulta e descubra se pode colocar facetas dentárias e melhorar o seu sorriso com este tratamento.

Artigos recentes

Cuidados especiais com a saúde oral nos meses frios: como cuidar dos dentes no inverno?

Neste artigo, fique a saber como manter a saúde oral no inverno e os cuidados a ter com os dentes nos meses frios.

Saber mais
A idade certa para colocar botox: saiba quando pode ou deve realizar o tratamento

Em que idade se deve aplicar botox? Será que existe uma altura ideal? Conheça aqui todas as respostas agora e saiba quando realizar o tratamento.

Saber mais
Como funciona o implante de carga imediata? Tudo o que deve saber sobre o tratamento

Entenda como ter dentes novos num dia com um implante de carga imediata! Leia este artigo, conheça as vantagens e quem pode realizar o tratamento.

Saber mais